Memorial do IME-USP

“Dê-me uma alavanca e um ponto de apoio e levantarei o mundo”
Arquimedes

Assim é a obra de nossos professores, funcionários, alunos e ex-alunos. Cada nome homenageado neste site representa alguém que faz muita falta e é lembrado com carinho por colegas, familiares e entes queridos. O imensurável legado daqueles que marcaram a história do Instituto continua a nos inspirar todos os dias.

Heleno Bolfarine

Responsive image

Esta página está dedicada a homenagear e preservar a memória do nosso colega Professor Heleno Bolfarine que nos deixou no dia 26/06/2021. Heleno foi um pai e esposo dedicado, destacou-se como professor, orientador, colega e pesquisador; conquistando na sua trajetória a amizade, o carinho e a admiração de muitas pessoas. Oferecemos este espaço à comunidade estatística latino-americana, e outros que assim desejarem, para expressar sentimentos compartilhando lembranças com textos e fotos que permitam recordar esta pessoa exemplar.






Prezado(a)s, É com grade pesar que informo falecimento do Prof. Heleno Bolfarine. O Professor Heleno Bolfarine é/foi pesquisador destacado e renomado nas áreas de inferência estatística, modelos de erro em variáveis, calibração,confiabilidade, distribuições e amostragem, teoria de predição para populações finitas e modelos mistos e análise de regressão. Suas contribuições para a estatística da America Latina são inúmeras. Ele foi orientador de mais de 40 alunos de doutorado da Universidade de São Paulo, que atuam Brasil, Chile, Peru, Argentina e Colômbia, e que hoje fazem parte de pelo menos 26 diferentes departamentos de estatística nas principais universidades sul-americanas. Ainda há pouco tempo noticiamos com alegria que o prof. Heleno foi premiado com o Prêmio Internacional Mahalanobis 2021 por suas contribuições de pesquisa e liderança acadêmica, seu desempenho ao longo da vida e excelente em capacitação por meio do ensino e orientação de várias gerações de estatísticos na América Latina, e por sua liderança e promoção de estatísticas e o profissão estatística tanto a nível nacional. Vamos sempre nos lembrar da sua excelência na pesquisa, mas principalmente da pessoa educada, correta, amiga e companheira que foi. Uma enorme perda para nossa comunidade que hoje está de luto.

Marcos Prates
IME-USP

Grande perda da família estatística, amigos e família. Descance e paz com Deus.

Basilio de Braganca Pereira
IME-USP

Momento muito difícil vivenciar essa perda. Lindas as palavras da Denise, que dão uma breve ideia da imensidão que foi a atuação do Heleno como pessoa, professor e pesquisador. Feliz daqueles que puderam conviver com ele de perto e testemunhar toda a sabedoria e paz que emanava de sua presença, de suas palavras. Nos deixa com a certeza de que sua marca permanecerá entre nós e seus ensinamentos permanecerá em nossa comunidade. Meus profundos sentimentos a família, aos amigos mais próximos e a todos nós, que de uma forma ou de outra fomos influenciados por sua graça.

Mariana Curi
IME-USP

Prezado(a)s, Esse é um momento de grande triste. O Heleno foi um excelente pesquisador e uma pessoa boníssima. Seu legado é imenso. Meus sentimentos a toda família!

Francisco Louzada Neto
IME-USP

Uma enorme perda para a comunidade científica. O período em que tive mais contato com Heleno foi quando nos encontramos em Berkeley, como estudantes. Depois disso, sempre que eu passava pela USP e o encontrava, ele era extremamente amável. Infelizmente, a vida não me ofereceu a oportunidade de interagir profissionalmente com ele, a não ser por uma ou outra comissão. Isso foi suficiente para perceber um enorme coração e cuidado com os alunos, além de seu importante trabalho. Sinceros sentimentos aos familiares e aos amigos próximos.

Maria Eulalia Vares
IME-USP

Um grande professor, uma pessoa simples, e um pesquisador que formou muitos filhos acadêmicos para multiplicar a sua contribuição. Ele certamente teve uma bela recepção, pois cumpriu muito bem o papel a ele confiado. Que descanse tranquilo, e que família e amigos possam confortar seus corações.

Heliton Tavares
IME-USP

Presto aqui minha homenagem ao Professor Heleno por toda sua contribuição técnica e pessoal à nossa comunidade. Sua falta será sentida e seu legado será sempre reconhecido. Desejo que as mensagens de carinho ajudem a confortar o coração de familiares e amigos.

Denise Britz do Nascimento Silva
IME-USP

Sem dúvida, uma grande perda para a Estatística nacional. Acima de tudo, uma pessoa correta, de bom coração e extremamente dedicada ao seu trabalho e à sua família. Meus sentimentos a toda a família.

Dani Gamerman
IME-USP

A estatística perdeu hoje um de seus pilares, o professor Heleno Bolfarine. Das muitas manifestações enviadas por seus amigos, confirma-se sua grande atuação como pesquisador, orientador e professor. Uma pessoa educada, generosa que dividia seu conhecimento com quem dele necessitasse. O Departamento de Estatística do IME-USP se sente honrado por ter tido o professor Heleno como um de seus membros. Sabemos que o IME era sua segunda casa e imaginamos como ele deve ter sofrido ao se afastar fisicamente dela. Agradecemos seu legado. Que muitos possam se espelhar nele! Acreditamos que cada ser humano tem uma missão a cumprir e o professor Heleno cumpriu a sua com incessante trabalho e contribuições à estatística. Desejamos conforto e força aos familiares. Pedimos a todos que dediquem um pensamento ao Heleno, com todo o carinho e respeito que ele merece.

Denise Aparecida Botter
IME-USP

Fui aluno do Prof. Heleno no IME, em duas disciplinas da graduação, uma das quais a porta de entrada (Introdução à Probabilidade e Estatística I), que acabou sendo responsável por me trazer para a Estatística que, até então, não estava no meu horizonte. Embora eu tenha tido pouco contato com ele após essas duas disciplinas, esses dois semestres foram mais do que suficientes para ter a noção do tamanho do Prof. Heleno como pessoa e como profissional. Que ele esteja em paz. E força aos familiares e aos órfãos da Comunidade Estatística.

Marcelo Arruda
IME-USP

Triste notícia a passagem do Prof. Heleno Bolfarine. Que familiares e amigos encontrem força e paz nessa hora difícil. Heleno deixou legado de grande relevo e não será esquecido. Saudações de conforto a todos cujas vidas ele tocou de forma direta ou indireta.

Pedro Luis do Nascimento Silva
IME-USP

Uma pequena homenagem ao grande Heleno. Descanse em paz.

Hedibert Lopes
IME-USP

Recibí hoy un mensaje con la triste noticia de que Heleno ya descansa en paz. Si te es posible envía un abrazo afectuoso a su familia. Yo personalmente lo apreciaba porque además de muy brillante científico siempre me pareció una muy buena persona.

Manuel Mendoza
IME-USP

Eu lamento muito, é uma triste notícia. Todo meu apoio e solidaridade para os familiares e amigos neste momento doloroso. Foi um privilegio conhecer uma pessoa tão maravilhosa e tê-lo como meu professor orientador.

Rocío Maehara
Universidad del Pacífico

Muito obrigado Prof. Heleno. Meus sentimentos à família.

Luis Benites
Pontificia universidad Católica del Perú

Tive a enorme satisfação de ser aluno do Prof. Heleno em duas disciplinas e fora o seu conhecimento absurdo, chamava muita atenção o fato dele ser extremamente acessível, educado e muito humano. Até hoje lembro a brincadeira que ele fez comigo no final da disciplina de Estatística Avançada II e o apoio/ajuda que ele me deu quando tive que finalizar antecipadamente a disciplina de modelos com erros nas variáveis devido ao concurso da UFC que eu ia prestar. Meus sentimentos a família e amigos.

Juvêncio Santos Nobre
Universidade Federal do Ceará

As contribuições do Heleno para a Estatística são inestimáveis, mas gostaria de aproveitar este espaço para falar um pouco do amigo. Compartilhamos muitas atividades juntos, dividimos a chefia do Departamento por 4 anos, orientamos 2 doutorados e participamos de vários projetos, sem contar as inúmeras viagens. Em algumas dessas viagens a Ana estava presente e tive a oportunidade de conhecer o lado família do Heleno. Ficamos muito amigos. A melhor homenagem que podemos prestar ao Heleno é seguir o seu exemplo de profissional e ser humano. Já está fazendo falta!

Gilberto
IME-USP

Una triste noticia para la comunidad estadística. Recuerdo cuando conocí al profesor Heleno, muy amable y sin dudarlo acepto ser mi orientador, no estoy segura pero creo que fui una de sus últimas orientadas. Desde ese instante entendí que además de ser un gran académico con muchas contribuciones en la estadística era una gran persona. Mis condolencias a su familia, la grandeza de sus enseñanzas y su legado siempre será recordado en cada documento escrito, cada asesoría y en cada reconocimiento. Hasta pronto profesor Heleno!

Sandra Flores-Ari
Minedu Perú

With Heleno Bolfarine I vividly remember a brief but moving personal experience. In the Brazilian meeting, that gave him honor in congratulation for his retirement, in one of those gorgeous hotels dedicated to Budha Brasileiro, my good friends convinced me to give a yoga class. The two of them, Heleno and his charming wife were the first to attend. He was already ill but did his best to stretch. I came to assist him and felt his struggle with the internal tremor. Then I could feel that the more relaxed he became the tremor was vanishing until he had this state of complete peace… Perhaps it was only this instant…Perhaps he learned how to achieve it on his own… Scientifically, I admired him the most for the love admiration, and gratitude that I invariable felt from all his supervised students, and many they are. Ate Logo amigo Heleno, Sarava’ Luis Raul Pericchi Guerra

Luis Raul Pericchi Guerra
University of Puerto Rico

Infelizmente, a USP, o IME e o departamento de Estatística perderam um de seus melhores acadêmicos, um pesquisador brilhante, Heleno Bolfarine. Além disso, lembrando um pouco de nossa convivência, eu não soube de alguém que mal dissesse. Tenho ótimas lembranças desse amigo. Embora estivéssemos trabalhando em áreas da estatística diferentes, sempre colaboramos um com o outro. Quando fui para o exterior, foi ele quem me substituiu em disciplinas da USP e fora da USP. Um ou dois anos depois, Heleno seguiu para seu PhD em Berkeley. Quando terminei meu doutorado, o Professor Barlow me convidou para uma semana Bayesiana com seus alunos. Foi quando encontrei o amigo Heleno em fase de escolher o orientador. Eu tive a chance de colocar dois amigos, Dick Barlow e Heleno, em contato e daí surgiu uma profícua colaboração, Orientador e Orientado. Na volta do Heleno ao IME, conseguimos, eu e Josemar, que ele participasse de nossos encontros semanais de pesquisa. Na época, trabalhávamos em populações finitas. Nós dois tínhamos já submetido um artigo para o ISR, revista do ISI, publicado em 83. Ao ver nosso artigo publicado, resolvemos escrever a versão Bayesiana do artigo publicado em Sankyã: nossa parceria com Heleno. Mas o mais importante foi quando o Heleno nos disse que podia desenvolver (ou criar) a teoria estatística em populações finitas. Shelly Zacks, meu visitante no IME, me perguntou se eu iria trabalhar com ele em Binghanton. Eu disse que se ele estivesse em busca de um ótimo pesquisador, deveria levar o nosso amigo, com toda a energia dele. E assim Heleno foi para Binghanton. Além de escrever um livro com Shelly, escreveu ótimos artigos em populações finitas: Heleno nasceu para ser um estatístico de sucesso. Tempos depois, já com a doença, me disse que escolheu trocar a matemática pela estatística depois de ter assistido um de meus cursinhos em alguma cidade do interior de São Paulo. Acho que foi em Presidente Prudente – nos projetos de divulgação da matemática do Professor Jacy, eu era convidado para lecionar a disciplina de estatística dentre as de matemática. Foi com grande orgulho que recebi a notícia de eu ter feito parte da escolha acadêmica de uma brilhante estrela da Estatística Brasileira. Heleno, que o Paraíso, caso realmente exista, tenha recebido você com muita alegria, com a Pilar sendo a mestra de cerimônias. Carlinhos

Carlos Alberto de Bragança Pereira
Departamento de Estatística - IME-USP

Muito triste esse dia para todos nós. Espero que sua esposa Ana Maria, seus filhos, familiares e amigos sigam em paz. Que ele esteja com o Senhor. Uma das minhas últimas fotos com meu grande amigo há cerca de 6 anos na EMR.

Gauss Cordeiro
IME-USP

Nossa que triste! Meus sentimentos e conforto aos familiares e amigos!

Roseli Aparecida Leandro
IME-USP

É com grande tristeza que todos recebemos hoje essa notícia de um fechamento do ciclo da vida do Professor Heleno Bolfarine. Deixa muita saúde para quem conviveu com ele e um grande legado para Estatística. Descanse em paz e que a família tenha força para passar por esta etapa da vida.

MARINHO G. ANDRADE
IME-USP

Heleno, Muito obrigado por tudo que fizesses pela nossa Estatística e, o mais importante, pela nossa amizade. Um abração,

Dalton Andrade
IME-USP

GRANDE PERDA!! GRANDE AMIGO!! GRANDE PESQUISADOR!!ABRAÇOS À FAMÍLIA.

Lisbeth Cordani
IME-USP

Notícia muito triste!. Meus sentimentos à Ana Maria e familiares.

Fernando A. S. Moura
IME-USP

É uma grande perda para nossa comunidade. Meus sinceros sentimentos a todos os familiares e que descanse em paz o nosso professor amigo.

Vera Tomazella
IME-USP

Realmente muito triste. Abs a todos seus familiares e amigos.

Clarice
IME-USP

Realmente uma grande perda. Seus inúmeros orientandos mostram sua importância. Meus sentimentos à família.

Rinaldo Artes
IME-USP

Heleno, meu professor, orientador, colaborador, colega e grande amigo. Uma carreira interrompida precocemente. Sentiremos muito sua falta aqui na USP.Ele representa uma das múltiplas faces do Departamento de Estatística do IME-USP. Uma face bela e de sucesso. Um dos grandes responsáveis pelo crescimento da nossa Pós-graduação. Ainda estou muito emocionada, mas não podia deixar de escrever. Lembrei de uma frase que li há muitos anos, não sei o autor e nem se é exatamente assim, mas ela lembra demais o nosso Heleno “Você é como aquela árvore que perguntam – Por que não faz barulho? Os frutos que carrego são o meu maior legado. “

Márcia Branco
IME-USP

Caros, Corroborando com alguns colegas que se pronunciaram gostaria de acrescentar alguns poucos pontos neste fim de semana triste. Passei a tarde de ontem amargurado com a partida do Heleno e para minimizar meu desgosto comecei a relembrar alguns encontros com ele, como a sua visita por quase 2 meses para dar um curso na UFPE nos anos 80. Ele, sua esposa Ana Maria e seus três filhos pequenos, ficaram num apto que conseguimos alugar em Pau Amarelo (Paulista – perto de Recife). A praia era tranquila e o Heleno ia de ônibus 2 ou 3 vezes por semana. Lembro até quando fui ajudá-lo pela primeira vez a fazer compras no Supermercado Bom Preço deste bairro. Fiquei surpreso quando ele comprou umas 8 pizzas grandes quase prontas (como nordestino a pizza não era um iguaria canônica para mim e esperava – por estar na praia – que comprasse peixe). Em uma outra oportunidade, em Santiago, ficamos no mesmo hotel por 3 semanas e Heleno saía todo dia muito cedo caminhando quase 6 km para chegar até a Universidade. Eu, sedentário por natureza e preguiçoso para caminhar, ia de metrô. Heleno não era só um grande pesquisador mas uma pessoa boa no sentido amplo do termo e “marido e pai exemplar”. Quando Ana Maria esteve bem doente há muito tempo, acompanhei de perto sua dedicação ímpar, sofrimento e grande preocupação, pois falava com ele pelo menos 2 vezes por semana. Felizmente, neste caso, tivemos um happy-end. Não sabemos os desígnios de Deus, e temos apenas que aceitá-los. Muitas pessoas boas e queridas partem da vida terrena mais cedo e ficamos tristes e desesperados quiçá porque Deus as quer por mais tempo ao seu lado. Heleno com certeza foi para um mundo muito melhor sem dor e sofrimento. Esse é o grande consolo dos Cristãos.

Gauss Cordeiro
IME-USP

Conheço o Heleno desde o início dos anos setenta. Excelente pesquisador! Suas contribuições para a Estatística brasileira e latino america foram excepcionais. Meus sinceros sentimos a Ana, filhos, netos e demais amigos e familiares. Mirna manda um beijo especial para quem se tornou companheira ao longo dos vários congressos de que participamos.

Helio S. Migon
IME-USP

Triste notícia para todos nós; Heleno foi um dos meus primeiros alunos de mestrado e viria a se tornar um dos mais destacados pesquisadores brasileiros. Uma enorme perda para seus familiares, amigos e alunos. Nossos sentimentos à Ana e aos seus filhos.

Pedro Alberto Morettin
IME-USP

As manifestações aqui deixam claro o imenso carinho e admiração que todos tinham pelo Heleno. A quantidade de mensagens não chega nem perto do número de pessoas que estão sentindo essa partida. Ontem minha mente ficou repleta de lembranças boas, histórias inusitadas em viagens e nos corredores do IME. Para mim ele era surpreendente como ser humano, muito mais do que como pesquisador. Ainda estou processando a informação.

Angela Tavares Paes
IME-USP

Muito triste esta notícia. Uma perda enorme para todos.

Beatriz Vaz De Melo Mendes
IME-USP

Prezados Muito triste pela perda do nosso querido Prof. Heleno; excelente pesquisador e uma pessoa com um coração imenso para sempre ajudar aos demais. Tive a sorte de telo como meu professor orientador. Meus sentimentos a toda a família e amigos.

ALDO MEDINA
IME-USP

Antes de ser um grande professor, orientador e pesquisador, O Heleno foi uma das pessoas mais generosas que conheci na minha vida. Arrasado com a notícia.

Celso Rômulo
IME-USP

Heleno, Muito obrigado por tudo que fizesses pela nossa Estatística e, o mais importante, pela nossa amizade. Um abração, Dalton.

Dalton Francisco de Andrade
Universidade Federal de Santa Catarina

O Prof Heleno nos motivou, com seu exemplo, a seguir em frente com estudos na área de amostragem estatística, desde o período em que eu (Cristiano) ainda estava sondando locais para realizar meu doutorado. Sabia que, se fosse para a USP, teria no Prof Heleno uma possibilidade concreta de orientador e mentor que me permitiria desenvolver um tema de relevância, numa época em que poucos estudavam amostragem de populações finitas no Brasil. Terminei realizando meu doutorado na Iowa State University, mas o reconhecimento e inspiração por seu trabalho como estatístico e pesquisador só fizeram aumentar. O Professor Heleno Bolfarine fez parte da banca de mestrado do Hemilio Coelho, em fevereiro de 2007, no Programa de Pos-Graduação em Estatística da UFPE, ocasião em que foi realizada a foto (da esquerda para a direita, o Prof Heleno Bolfarine, Hemílio Coelho, Cristiano Ferraz, e o Prof. Leandro Chaves). Anos mais tarde seriam criados o CASTLab – Computational Agricultural Statistics Laboratory, na UFPE, no qual atuam Raydonal Ospina (que foi aluno da disciplina de Teoria Assintótica ministrada pelo Prof Heleno na USP) e Cristiano Ferraz, e mais adiante o LAMP – Laboratório de Amostragem de Metodologia de Pesquisa na UFPB, liderado por Hemilio Coelho. Os dois laboratórios fazem uso intenso de métodos de amostragem em diversas áreas. Acreditamos na importância e responsabilidade de levarmos adiante o legado que o Prof Heleno deixou para a Estatística, em especial para a área de Amostragem, no Brasil. Nossos sinceros sentimentos à família e a todos que tiveram o privilégio de conviver com ele de perto.

Cristiano, Hemílio e Raydonal
Federal University of Pernambuco, Department of Statistics CASTLab - Computational Agricultural Statistics Laboratory

En nombre de la Sociedad Colombiana de Estadística y en el mío propio, le expresamos nuestras condolencias a los familiares, amigos y a la comunidad de la Asociación Brasilera de Estadística (ABE), por el fallecimiento del Profesor Heleno Bolfarine y nos unimos al reconocimiento por su invaluable contribución al desarrollo de la Estadística a nivel mundial. Un abrazo desde Colombia. Mercedes Andrade Bejarano Presidenta Sociedad Colombiana de Estadística (SCE)

Mercedes Andrade Bejarano
Sociedas Colombiana de Estadística

Our community has lost a brilliant researcher and a nice person with whom I have had the pleasure of spending time at meetings in Latin America. I am close to his family, in particular, and to his colleagues and friends. As ISI Awards Coordinator I followed (from the outside) the work that led to choosing Heleno as the recipient of the prestigious Mahalanobis Award 2021, for his outstanding contributions to our discipline through the scientific work and training of many young researchers in Latin America. With Henrique and Jorge we are working on the Mahalanobis session at the ISI World Statistics Congress and this will be a great tribute to Heleno. I invite all of you to participate. Addio, caro Heleno e grazie, Fabrizio

Fabrizio Ruggeri
CNR IMATI

Quando eu estava concluindo meu mestrado nos idos de 1982, visitei o Carlinhos na USP para revisar o texto de minha dissertação. Ele conversou um pouco comigo e me disse que tinha um colega recém-chegado do doutorado ao qual ele tinha repassado o texto. Eu não conhecia o colega mas gostei da gentileza e esperava receber uma ou outra sugestão. Quando cheguei à sala desse colega, que também não me conhecia, fui recebido amavelmente por um jovem professor que pegou sua copia de minha dissertação para conversar comigo. Ao abri-la me dei conta que ele havia lido todo o material linha por linha, palavra por palavra e passou por cada um dos seus comentários (dos mais simples erros ortográficos até comentários mais gerais do contexto do trabalho). Ele fez tudo isso sem nem fazer parte da banca! Acredito que ele tenha mais conhecimento do material de minha dissertação do que qualquer membro da banca. Esse era o Heleno! Depois disso, encontrei com ele inúmeras vezes nas visitas de intercâmbio que fizemos entre nossas universidades para palestras e bancas de teses e de concursos e viagens a congressos. Nesses encontros, pude conhecer um pouco mais dele e novamente me apaixonei da pessoa ao ouvir a linda história dele com seu neto Bernardo. Acho que meu ultimo encontro com ele foi no I CONBRATRI em Floripa e lembro bem de uma agradável caminhada por uma Praia Mole deserta pelo frio e chuva. Nos últimos anos com a doença, não tive mais contato com ele. Mas recentemente conheci o Henrique. Sem ele saber, procurei usar esses poucos momentos de contato com esse promissor talento da Estatística para emular um pouco daquele amigo de quase meio século que eu temia perder em breve. Descanse em paz, Heleno.

DANI GAMERMAN
UFMG/UFRJ

Cara Márcia, Agradeço infinitamente a iniciativa de criar este memorial. Eu quase não entro no Facebook, mas hoje, 7 de setembro, dia em que ele completaria 72 anos, eu me deparei com ele. Como filha do Professor Heleno, não consegui conter as lágrimas. Meu pai era, de fato, uma pessoa especial, uma estrela. Gostava de natureza, crianças e animais. Ele me ensinou a amar a literatura inglesa, principalmente Shakespeare, antes mesmo de eu ingressar no curso de Letras. São muito ricas as Lembranças de Chile, de Pau Amarelo em Recife, das pizzas que ele adorava, da música clássica que ele aprendeu a ouvir e do tênis que ele aprendeu jogar. Mas o que ele amava acima de tudo era a Estatística, talvez porque epitomize a jornada que ele construiu sozinho. Não à toa, uma de suas músicas favoritas era “My Way”, de Elvis Presley. Gostaria de agradecer a cada um de vocês por essas memórias. Sei que ele vive em nós e através de nós. Mariana.

Mariana Bolfarine
Universidade Federal de Rondonópolis

Trata-se de enorme perda para nossa comunidade. Meus sentimentos à família.

Francisco Cribari
IME-USP

Muito triste. Uma grande perda.

CLECIO DA SILVA FERREIRA
IME-USP

Que noticia triste! O Heleno foi sempre um grande amigo meu desde o inicio de meu mestrado no IME-USP em 1973. Já no mestrado ele se destacava como um excelente aluno e futuro grande pesquisador. Grande amigo, enfim uma pessoa muito boa. Éramos vizinhos de CRUSP, um grande parceiro no futebol, na cervejinha, e mais importante no inicio das nossas carreiras onde escrevemos muitos artigos conjuntos em parceria. Após seu retorno do doutorado em Berkeley (praticamente a mesma época de meu retorno de Wisconsin para São Carlos) eu viajava quase semanalmente para participar de seminários organizados pelo Heleno no IME-USP, pois em São Carlos nessa época não havia quase nada de pesquisa em estatística A primeira sala que eu sempre batia quando ia ao IME-USP era a sala do Heleno. Ele estava sempre pronto com um sorriso para trocarmos idéias sobre estatística. Um pesquisador exemplar para a comunidade estatística brasileira. Ele nos deixou muito jovem!

Jorge Alberto Achcar
IME-USP

Caro professor Heleno, membro da ABE como sabemos, foi estatístico de destaque no país e na América Latina pero sobre toda uma grande pessoa. Solidária e fraternalmente, enviamos as condolências à sua querida esposa Ana María, filhos e seus familiares.

Jorge Luis Bazan
IME-USP

Grande perda, humana e acadêmica. Tive o privilégio de tê-lo com meu supervisor de Pós Doutorado e o prazer de conhecê-lo numa palestra que ele proferiu na UFC, quando ainda eu era aluno de graduação, em 1999/2000. Deixa saudades. Que Deus conforte os familiares, amigos e ex-alunos.

Caio Lucidius Naberezny Azevedo
IME-USP

Belas e justas palavras, Marcia. Heleno foi meu primeiro professor durante o mestrado no IME-USP. Ele foi co-orientador de doutorado de minha esposa, Olga Yoshida. Ontem estávamos em Campinas quando recebemos a triste notícia de sua morte e lembrei que meu primeiro contato com ele foi em um Sinape em Campinas. É o que está na minha memória. Heleno foi um colega exemplar como pessoa, professor e pesquisador. Tão triste que tenha nos deixado tão cedo. Vai continuar sendo uma referência para muitos de nós. Desejamos conforto à sua família e amigos.

Fabio Machado
IME-USP

Escrevo em nome dos familiares do professor Heleno. Gostaríamos de agradecer a todas as mensagens de carinho, de recordação e de saudade. Com certeza ele considerava essa comunidade como sua segunda família, e o IME-USP sua segunda casa. O professor Heleno lutou até o último instante, mas no momento de ir, foi pacificamente cercado dos seus familiares mais próximos. Apesar de ter tido a carreira interrompida precocemente, teve um desempenho mais que destacado, e deixa um legado duradouro para as próximas gerações de estatísticos do Brasil, e de diversos países da América Latina. A seguir, deixo uma breve biografia. Os dados relacionados à produção acadêmica ainda estão sendo compilados pelo professor Jorge Bazán,professora Márcia e outros. – Professor Heleno nasceu em 1949 na cidade de Cândido Mota, interior de São Paulo. É o filho mais velho de doze irmãos, dos pais Duílio Stradioto Bolfarini e Júlia Barreira. – Desde novo se destaca nos estudos e no futebol (fez parte da seleção juvenil da cidade). – De 1968-1972 cursa licenciatura em Matemática na Universidade Júlio de Mesquita Filho(UNESP) em Presidente Prudente. – Durante esse período, frequenta os cursos de verão do recém inaugurado departamento do IME-USP, campus da cidade universitária. – Em 1976 obtém o título de mestre em Estatística sob a supervisão do professor Pedro Alberto Morettin. – Se casa com Ana Maria em 1975. – Dá aula durante seis meses na universidade Oswaldo Cruz (indicação do professor Hamilton Guidorizzi). – Em 1977, entra como professor mestre na Universidade de São Paulo, no departamento de Estatística. – Em 1982 obtém seu Phd em Estatística pela Universidade da Califórnia em Berkeley, sob a supervisão do professor Richard Barlow. – De 1989 passa um período de pós-doutorado sob a supervisão do professor Shelamyahu Zacks, na Universidade do Estado de Nova Iorque em Binghamton. – Nesse período edita o livro “Prediction Theory for Finite Populations”,pela Springer. – Em 1992 se torna professor titular em Estatística na Universidade de São Paulo. – Recebe o prêmio Jabuti em 2006, pelo livro “Elementos de Amostragem”,escrito em conjunto com o professor Wilton Bussab (1940-2011), na categoria ciências exatas. – Em 2012 é eleito para a academia de ciências do estado de São Paulo. – Em 2021 recebe o prêmio Mahalanobis como reconhecimento de sua carreira. Fora esses pontos, o Professor Heleno foi editor de diversos periódicos, e ajudou a criar diversos congressos e encontros no Brasil e no exterior. Foi autor e colaborador de mais de 300 artigos e capítulos e cinco livros. Orientou 44 alunos de doutorado e 16 de mestrado. Em anexo, temos um mapa com a localização de atuação de uma parte desses ex alunos. Aos colegas, ex alunos, orientandos (filhos) e a todos que passaram pela vida do Heleno, fica mais uma vez nossa gratidão.

Henrique Bolfarine
IME-USP

Que notícia triste a perda de um grande estatístico o Prof. Heleno. Uma pessoa simples, sem vaidade, sempre tentando ajudar a todas as pessoas. Meus sentimentos para Ana Maria, filhos e familiares.

Edwin Moises Marcos Ortega
IME-USP

Uma grande perda para todos nós. Um dos estatísticos de maior importância para nós todos. Heleno trabalhou para a consolidação da pesquisa em Estatística não só no Brasil, mas na América do Sul. Meus sentimentos a toda à família.

Klaus Vasconcellos
IME-USP

Me acabo de enterar del fallecimiento de Heleno Bolfarine. Lo siento muchísimo. Mis sinceras condolencias a la comunidad estadística brasileña y sudamericana. Un abrazo,

Eduardo Gutiérrez-Peña
IME-USP

When I happened to visit various statistics department in South America, two facts recurred: one was to discover how often people that I met were Heleno’s former students, or students of his students; the other one was to notice how respectfully they talked about him. Beyond the explicit appreciation words, there was a respectful tone talking about him. One could perceive that he was an inspirational and supportive guide, besides being a helpful and friendly person. It is not surprising that the link with some of his former students continued for a lifetime. After the departure from life, his scientific legacy is deep and widespread, a sign of a fully successful academic life. Adelchi Azzalini

Università di Padova, Italia
IME-USP

O professor Heleno fez parte da minha banca de tese de doutorado na UFRJ, um momento muito importante na minha carreira. Com muita humildade, levantou questionamentos pertinentes e fez suas sugestões super relevantes! Um grande orgulho para mim tê-lo nesta banca tão especial. Que descanse em paz! Que Deus dê forças para a família!

Kelly Cristina Mota Gonçalves
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Conheci o professor Heleno apenas pelas suas participações nos sinape e pelo seu livro em parceria com outro mestre, o professor Bussab, mas isso foi suficiente para minha admiração.

Antonio José Ribeiro Dias
IBGE, ENCE-aposentado

Um noticia que ao tomar conhecimento me causou um profundo impacto e tristeza devido a nossa forte amizade em termos familiares e profissional. Acompanhei a carreira do Heleno desde o mestrado no IME e fomos colegas durante o inicio do seu doutorado em Berkeley. Lembro depois de uma festa de Natal em Berkeley encontrar o Heleno na porta do meu apartamento esperando -me após uma longa viagem vindo do Brasil. Foi uma chegada inesperada durante uma madrugada de Natal. A partir deste momento durante um ano e meio sempre estivemos juntos assistindo as aulas do prof. Lehmann e Bickel resolvendo os exercidos das notas de aula do prof. Lehmann. Ainda tenho as notas e soluções do Heleno que são úteis nas minhas aulas. Quando voltou de Berkeley formamos um grupo de pesquisa em populações finitas juntamente com o Carlinhos e o Galvão com muito artigos publicados. No Chile conheci o prof. W. Fuller, que estava divulgando o seu livro com erros nas variáveis , e deu me uma cópia do livro que comecei a estudar com Heleno. Ele ficou muito empolgado com este assunto com várias publicações e orientações. O Heleno foi crucial na minha carreira profissional e um amigo inesquecível. Infelizmente perdi o meu melhor amigo, parceiro de muitos artigos e o companheiro de vários encontros nacionais e internacionais juntamente com a Ana sua esposa. Um momento triste para a Estatística , seus amigos e a família. Que Deus esteja com o Heleno e a família. Muito triste! Muito difícil de aceitar! Att. Josemar Rodrigues

Josemar Rodrigues
ICMC-USP

Difícil assimilar a partida do grande mestre e amigo Heleno. Tive a honra de ter sido sua primeira orientanda de mestrado. Depois de mim vieram dezenas de outros estudantes que tiveram o privilégio da orientação e convivência com Heleno. Ele sempre foi para mim um modelo a seguir, pela sua dedicação ao trabalho, generosidade e humildade. Foi um dos pilares do Departamento de Estatística e da Pós-Graduação em Estatística do IME-USP. Será sempre lembrado com carinho. O legado que deixou é gigantesco. Que esteja em paz. Meus sentimentos à Ana e à família. Silvia Ferrari

Silvia L. P. Ferrari
IME-USP

Meus sentimentos à família do Prof. Heleno, que ele receba muita luz em sua jornada espiritual, era muito gentil e atencioso! Que possa descansar em paz!

Rose Mary Parris
IME-USP

Eu trabalhava na biblioteca do IME-USP há alguns anos e desejava aprender algo novo e mudar de ambiente. Procurei o Sr. Diretor do Instituto (Prof. Polcino) conversamos, ele entendeu a minha necessidade, disse-me que um novo setor estava sendo criado no qual provavelmente eu seria umas das funcionárias indicadas. Enquanto aguardava, surgiu uma vaga para trabalhar na secretaria da Estatística (MAE). Fui apresentada para o Prof. Heleno (chefe do Departamento) que aprovou a minha ida para compor o quadro de secretárias. Aqui vou resumir para não ficar extenso, o meu desligamento da Biblioteca para assumir a vaga na secretaria do MAE levaram meses por impedimento da diretora da BIME, tendo o Prof. Heleno que fazer um ofício impondo uma data fixa para que eu pudesse assumir na secretaria. Passaram-se alguns anos, eu acabara de assumir a secretaria do Centro de Estatística Aplicada quando foi aprovado o Projeto Temático da FAPESP do Prof. Heleno. Eu nunca havia trabalhado com projeto, não fazia a menor ideia. Ele simplesmente apareceu com um talão de cheques em branco, todo assinado e me pediu para providenciar a passagem e a liberação da verba. Não preciso dizer como essa atitude foi impactante. Quem deixaria com outra pessoa um talão de cheques assinado em branco e senhas de tudo. Foram 10 anos de Projeto Temático FAPESP. Graças a essa confiança, respeito e parceria eu adquiri conhecimento sobre FAPESP que me serviu para a vida profissional, pessoal e acadêmica. O Prof. Heleno com aquele jeito calado, na dele, fazia a melhor leitura das pessoas e do que acontecia ao seu redor. Um ser humano ímpar que fará falta para a ciência, para os alunos e amigos.

Sylvia Regina A. Cavalcanti Takahashi
IME-USP


Skew-Workshop em Santiago do Chile - 2011
Skew-workshop 2008 - Bertinoro - Itália
Programa de Pós-Graduação em Estatística da UFPE, Fevereiro de 2007 - Prof Heleno Bolfarine, Hemílio Coelho, Cristiano Ferraz, Prof. Leandro Chaves

Anexo da mensagem de Henrique Bolfarine, créditos: Jorge Bazan e Henrique Bolfarine.
48º Prêmios Jabuti - 2006
Anexo da mensagem de Hedibert Lopes

Heleno apadrinhando Maestria em Estadística PUCP - 2007 com Jorge Bazán
Escola de Modelos de Regressão - 1997 - Campos de Jordão - com Lucia Barroso e Gauss Cordeiro
Encontro do ISBA em Viña del Mar - 2004 -com Guido Del Pino, Josemar Rodrigues, Pilar Iglesias e Gloria Icaza

Com Victor Lachos, Reinaldo Arellano e Ana Bolfarine
Com seus ex-alunos em homenagem recebida na 14 EMR - Unicamp - 2015
Com Rosângela Loschi e Reinaldo Arellano em Santiago do Chile, 2011

Com Reinaldo Arellano e Marcia Branco em Veneza - 2008
Com Jorge Aschar, Josemar Rodrigues e Marinho Andrade no SINAPE 1996-Caxambu
Com Gilberto Paula no IBC em Freiburg Alemanha - 2002

Com Gauss Cordeiro e Josemar Rodrigues - 2015
Com Bent Jorgensen, Alicia Carriquiry, Pilar Iglesias, Reinaldo Arellano e Ana Bolfarine
Clatse 1996 - Santiago do Chile

Cerimônia do Prêmio Jabuti com Wilton Bussab - 2006
Cerimônia como membro da Academia de Ciência de SP
Banca de doutorado de Kelly Gonçalves - UFRJ 2014


Curadoria:
Cristiane da Silva Costa